Geral

Diretor-regional do Senai participa de debate na “2ª Jornada de Pesquisa e Tecnologias do Bioparque Pantanal”

O diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, participou, na última quinta-feira (28/03), da 2ª Jornada de Pesquisa e Tecnologia do Bioparque Pantanal”. O evento foi realizado em comemoração aos dois anos de inauguração do maior aquário de água doce do mundo.

Durante o evento, Mangialardo participou do painel “Tecnologia, inteligência artificial e o impacto da sociedade moderna”. Para o diretor-regional, o projeto é um dos mais modernos do mundo e é de suma importância para sociedade sul-mato-grossense.

“O Bioparque já se referenciou como um dos principais ativos turísticos do País. Temos a grande oportunidade de trazer amigos, familiares e companheiros de negócio às visitações. Entendo também que é um ponto de tecnologia, pois, além de abrir as portas, lá dentro tem muita inovação envolvida na criação de espécies em ambientes artificiais, por exemplo. Além disso, podemos aliar o que tem de tecnologia dentro do Senai Mato Grosso do Sul ao debate com parceiros de instituições de ensino superior e poder público. Foi muito prazeroso participar da Jornada pelo segundo ano consecutivo”, pontuou.

Também participaram do debate Edson Takashi Matsubara e Amaury Castro Júnior, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Ricardo Sena, secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação; e Vanessa Weber, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Na inauguração do evento, na terça-feira (26/03), o governador Eduardo Riedel destacou a importância da atuação coletiva para consolidar o espaço como referência ambiental e turística do Estado. “Quero parabenizar todos os parceiros privados que trabalham pela causa e pelo propósito e pela bandeira. Sem isso nós não teríamos a dimensão que temos”.

A diretora-geral do Bioparque, Maria Fernanda Balestieri, lembrou que, neste período, o Bioparque recebeu mais de 730 mil pessoas de todos os cantos do mundo para conhecer mais de 42 mil animais, incluindo 2 mil filhotes que nasceram nos tanques do bioparque. “E com muita alegria que estamos aqui com parceiros que nos deram as mãos e junto fizemos do Bioparque um espaço de experiência e conhecimento para todos”.