Geral

No Confaz, Longen destaca união dos setores público e privado em prol da economia de MS

Ao participar da abertura da 191ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, apresentou os avanços da economia de Mato Grosso do Sul nos últimos anos e destacou que o setor produtivo e o poder público trabalham juntos para desenvolver o Estado.

O evento, realizado em Bonito nesta sexta-feira (08/12), reuniu secretários de Fazenda dos 26 estados e do Distrito Federal.

Em sua fala como representante da classe empresarial, Longen apontou como exemplo positivo a criação de um grupo de trabalho entre o Governo do Estado e o setor produtivo para encarar os desafios e aproveitar as oportunidades que a Reforma Tributária trará à economia local.

“Deixamos uma mensagem muito clara para todos os secretários, que façam o que já estamos fazendo em Mato Grosso do Sul, que é a formação de um grupo de trabalho visando melhorar e simplificar processos. São novas ferramentas que deverão ser construídas”, disse Longen após a abertura do Confaz.

O Confaz é o colegiado formado pelos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal. Possui competência para celebrar convênios de concessão ou revogação de isenções, incentivos e benefícios fiscais e financeiros. O conselho também pode sugerir medidas de simplificação e harmonização de exigências legais.

Ao ressaltar o ambiente favorável aos negócios em Mato Grosso do Sul, o governador do Estado, Eduardo Riedel, elogiou a participação da classe produtiva no processo.

“Se nós tivermos a capacidade de dialogar e colocar claramente os objetivos de onde queremos chegar, a gente faz as coisas acontecerem. É o que estamos fazendo aqui com governo, setor produtivo, secretarias de fazenda, para criar cada vez mais competitividade ao nosso Estado”, afirmou Riedel.

A reunião do Confaz foi presidida pelo secretário especial da Receita Federal, Robinson Barreirinhas.

Bonito também sediou a 43ª reunião ordinária do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e DF (Comsefaz), que debateu o cenário fiscal dos estados e a articulação entre as Secretarias de Fazenda, fortalecendo a gestão fiscal, financeira e tributária das unidades federativas.