Política

Prefeitura lança revitalização das escolas da Região do Prosa e anuncia asfalto do Noroeste

Como pontapé inicial do Programa Juntos Pela Escola, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta terça-feira (11), uma reunião de orientação aos diretores e presidentes da APM (Associação de Pais e Mestres), da região do Prosa. O encontro aconteceu na Escola Municipal Professora Ione Catarina Gianotti Igydio, no Bairro Noroeste.
Ao todo, 17 escolas, que juntas atendem mais de 10.689 alunos, serão contempladas com o programa naquela região. O investimento será de R$ 3,6 milhões, com a reforma de telhados, adequação da acessibilidade, pinturas, manutenção elétrica e hidráulica.

A Região Urbana do Prosa conta com um contingente de 101.129 habitantes e um total de 11 bairros. A Secretaria Municipal de Educação contratou nove engenheiros para execução do projeto, totalizando 12 profissionais voltados à reforma das unidades escolares durante o programa.

Durante o evento, a prefeita Adriane Lopes explicou que a reforma das unidades escolares da Região do Prosa será feita simultaneamente. “Os diretores e presidentes das APMs foram chamados para ajudarem nesse processo. Eles vão contratar as empresas dos bairros para movimentar o comércio local. Cada recurso enviado para a escola vai junto com a apresentação de contas para ser preenchido simultaneamente, pois temos compromisso com o poder público”.
O secretário Municipal de Educação, Lucas Henrique Bitencourt, lembrou que esse é o maior projeto de revitalização de escolas na história de Campo Grande. “Hoje, estamos dando lisura, transparência ao programa Juntos Pela Escola, com a assinatura dos termos e com a orientação”, complementou.

Do Bairro Noroeste, a diretora-adjunta da Escola Municipal Senador Rachid Saldanha Derzi, Aparecida Ivone Santo Andréa, disse que está ansiosa para que as reformas comecem na escola. “O programa Juntos Pela Escola é sem dúvida um presente para toda a comunidade escolar. Estamos animados em poder reformar o que precisa no prédio”.

A direção da unidade escolar do Noroeste, junto com o presidente da APM, o serralheiro André Santos Nascimento, fez o levantamento do que precisa ser reformado. “Precisa trocar algumas telhas da quadra, adequar a acessibilidade, pintura das salas de aula. Eu, como pai de aluno da escola, fico feliz com esse olhar da administração municipal, porque vai tornar a escola um local de qualidade para o meu filho estudar”.

Segundo a presidente da APM da Escola Municipal Professora Ione Catarina, Simone Lunardi, o projeto vai incluir a reforma dos banheiros, pintura da quadra de esportes e pintura da unidade. “O programa é maravilhoso porque é uma benfeitoria para os nossos filhos e para o futuro deles também”.

Da Emei Maria Dulce, a diretora Lucinete Bispo de Oliveira, afirmou que o programa é um marco para a educação infantil de Campo Grande. “É bom a gente ver como a administração tem olhado para a educação, no geral, e também para as Emeis. Percebemos que a gestão tem tido um cuidado maior de querer que as crianças estudem em um ambiente de qualidade”.

Diretora da Escola Municipal Vanderlei Rosa, Lucilene Fernandes de Oliveira, considerou importante a reunião antes das obras começarem. “Precisamos da orientação para fazer da maneira certa perante a legislação. Vamos criar estratégias de reforma, como escolher a loja de material de construção mais em conta, para dar o pontapé no início das obras”.

Conforme a vice-presidente da APM, Luciana Queiroz, ela e a diretora Lucilene, já fizeram o levantamento do que precisa ser reformado na unidade. “Reforma nos banheiros, encanamento, pinturas. A Prefeitura tem mostrado que além de se preocupar com a boa educação, também se preocupa com o ambiente onde os nossos alunos passam grande parte do dia”.

Infraestrutura do Jardim Noroeste

Durante a reunião desta manhã, na Escola Municipal Professora Ione Catarina Gianotti Igydio, a prefeita Adriane Lopes adiantou o anúncio das obras de requalificação viária do Jardim Noroeste, que serão executadas com recursos de emenda da bancada federal de MS, no valor de R$ 20 milhões. As obras consistem em drenagem e pavimentação do bairro.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal lançou o empenho do valor, que é o primeiro passo para que prefeitura e Caixa possam contratualizar o repasse. A partir daí, a prefeitura inicia a fase de entrega de documentação, de projeto e deflagra então o processo licitatório para a obra.