Geral

Presidente da Fiems recebe o embaixador do Japão no Brasil na Casa da Indústria

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, recebeu, nesta segunda-feira (25/03), no edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, o embaixador do Japão no Brasil, Hayashi Teiji. Nos últimos anos, o país tem ampliado as relações comerciais com o Mato Grosso do Sul.

Longen ressaltou o protagonismo do país nas mais diversas vertentes. “Nós de Mato Grosso do Sul sabemos da importância dessa ligação com um país como o Japão que é reconhecido no mundo nas áreas de pesquisa e inovação. Enfim, um país muito admirado”.

O governador Eduardo Riedel também esteve presente ao encontro e reconheceu a importância estratégica do país para o Estado, além de apresentar planos para estreitar as relações. “Como fruto de tudo isso, vamos firmar o compromisso de, no ano que vem, participar de uma missão ao Japão num gesto e numa ação extremamente objetiva de fortalecer os laços e buscar ampliar as oportunidades entre os dois países”.

Teiji destacou o potencial estratégico do Estado para a economia do Brasil e a representação dessas parcerias. “Mato Grosso do Sul é um estado muito importante para o Brasil no sentido de sustentabilidade, atividade agropecuária e também inovação. Minha intenção nessa segunda visita oficial a Mato Grosso do Sul é fortalecer ainda mais os nossos laços em várias áreas”.

De acordo com o Núcleo de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, nos últimos três anos, a receita de exportação de Mato Grosso do Sul para o mercado japonês aumentou 334%, saindo de US$ 76,4 milhões em 2021 para US$ 331,8 milhões, em 2023. No ano passado, o Japão foi o 5º país que mais comprou produtos sul-mato-grossenses, como milho, frango, farelos e celulose.

Já a receita de exportação do Japão para o Estado aumentou 1.049%, saindo de US$ 768 mil, em 2021, para US$ 8,8 milhões, em 2023. Entre os principais produtos negociados estão laminados planos de ferro e aço, endoscópios e produtos imunológicos.

Teiji é o Embaixador do Japão no Brasil desde 2021. É bacharel em Direito pela Universidade de Tóquio e mestre em Estudo Europeu pela Universidad Politécnica de Madrid, na Espanha. Em 1988, Hayashi ingressou no Ministério dos Negócios Estrangeiros (MOFA). Com uma vasta carreira diplomática, Hayashi, entre outros cargos, já atuou também como Ministro-Assistente para Assuntos sobre América Latina e o Caribe.